14/06/2017

Contraf-CUT cobra negociação dos descontos pela Greve Geral


A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), que assessora a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), enviou um ofício, nesta quarta-feira (14), para solicitar a imediata negociação dos descontos efetuados referente a paralisação da Greve Geral, ocorrida em 28 de abril, seus efeitos na vida funcional dos empregados.


A greve geral é direito de todos trabalhadores, cidadãos brasileiros. É vedado a Caixa Econômica Federal adotar meios para constranger os empregados ao comparecimento ao trabalho. Destaca-se, que os Acordos Coletivos com a Caixa, historicamente, detêm cláusula de abono e compensação dos dias de greve, cabendo a negociação quanto a paralisação ocorrida no dia 28 de abril de 2017.


“Queremos a reversão imediata dos efeitos da paralisação pela Greve Geral, bem como a negociação coletiva a fim de possibilitar o abono e/ou compensação do dia 28 e seus reflexos. Aguardamos a data, horário e local para análise e discussão quanto ao assunto”, ressaltou Dionísio dos Reis, coordenador da CEE da Caixa.


Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretária de Comunicação: Daniella Almeida • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Daniella Almeida, Adeílton Filho e Epaminondas Neto • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Ingrid Elihimas • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi