11/10/2017

Caravana em defesa dos bancos públicos denuncia plano concreto de Temer para privatizar Caixa



A Caravana em Defesa dos Bancos Públicos e do Emprego percorreu nove agências bancárias, localizadas nos municípios de Igarassu e Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR), nesta quarta-feira (11). As estratégias do governo ilegítimo de Michel Temer para privatização dos bancos públicos, destacadamente a Caixa,  foram denunciadas pelos dirigentes sindicais. A ação está articulada nacionalmente por meio da Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro(Contraf-CUT) e associações de funcionários afins.


Mesmo antes da notícia ter sido publicada no Relatório Reservado sobre a iminente privatização da Caixa nesta segunda-feira (9), o Sindicato já vem promovendo, desde o ano de 2016, um amplo e assíduo calendário de lutas em defesa do banco 100% público. 


“Nossa luta em defesa do papel social da Caixa e de seus empregados é obstinada e assídua. Vamos seguir firmes em nossa resistência e mais do que nunca convocamos os empregados para defenderem seus empregos e seu país”, declara a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues.


Entre as ações, além das dezenas de caravanas na Região Metropolitana e no Interior, foram realizadas mais de 50 agendas tais como reuniões com empregados e direções dos bancos para esclarecimentos e mobilização para pauta; audiências públicas para instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos na Câmara de Vereadores do Recife e na Assembleia Legislativa de Pernambuco; articulação com senadores e deputados federais para ação em nível nacional; lançamento da Carta em Defesa dos Bancos Públicos com assinaturas de personalidades e lideranças nacionais; lançamento da campanha de comunicação de massa objetivando mobilizar os bancários, clientes e toda a sociedade brasileira para a causa; disponibilização do setor jurídico do Sindicato para orientar e defender os bancários em situação de reestruturação com contratação de escritório de advocacia especializado em direitos dos bancários; ingresso de ação na Justiça do Trabalho contra a Caixa para requerer reconhecimento judicial do direito à incorporação dos adicionais dos exercentes de função que serão afetados pelo processo de reestruturação do banco; ato na praia de Boa Viagem (Recife/PE) com a participação dos bancários para alertar a população sobre os enormes danos do processo de reestruturação/privatização no Estado e; audiências com direção e superintendência do banco para posicionar-se contra o desmonte da empresa pública.


A confirmação pelo governo federal de seu plano de venda do banco já vinha sendo anunciado pelo Sindicato desde que Temer apresentou seu programa denominado Ponte para o Futuro. “Esta notícia deixou os empregados mais conscientes sobre a iminência da privatização. Estão todos apreensivos, mas com muita disposição para lutar em defesa da Caixa”, avalia o diretor do Sindicato, Flávio Coelho.


Já a secretária-Geral, Sandra Trajano, destaca a tragédia social da medida. “A abertura para o capital privado não é apenas uma ameaça ao emprego e às condições de trabalho, mas, sobretudo, ao papel social desempenhado pelas empresas públicas. O que está em jogo é a continuidade de programas sociais imprescindíveis como o Minha Casa Minha Vida, o fomento para a  agricultura familiar, as linhas de crédito para micros e pequenos empreendedores e o financiamento do ensino superior ”, afirma.




Da Caravana em Defesa dos Bancos Públicos e do Emprego também participaram a diretora do Sindicato, Alzira Cavalcanti; e o diretor da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Nordeste (Fetrafi-NE), Aluízio Lira. As agências de bancos privados também foram visitadas pelos diretores da entidade. No Santander, Bradesco e Itaú os temas discutidos foram a Campanha Nacional dos Bancários e os ganhos do acordo bianual que asseguram direitos até o final de agosto de 2018.


Na oportunidade, todos os bancários foram convidados a participar do ato público em defesa das estatais, que será realizado no dia 29 de outubro, no bairro do Pina, em Recife (PE).

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretária de Comunicação: Daniella Almeida • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Daniella Almeida, Adeílton Filho e Epaminondas Neto • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Ingrid Elihimas • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi