08/11/2017

Vereadores de Custódia apresentarão moção de repúdio contra desmonte dos bancos públicos



Os vereadores do município de Custódia assinarão uma moção de repúdio contra os desmontes dos bancos públicos e enviarão aos deputados estaduais, deputados federais e senadores. O encaminhamento é resultado da audiência pública promovida pelo Sindicato dos Bancários de Pernambuco no último dia 07 de novembro, na Câmara Municipal. O objetivo da ação foi alertar bancários, autoridades e população sobre as danosas consequências da privatização das referidas empresas púbicas para o desenvolvimento socioeconômico, especialmente, das cidades de pequeno porte.


A agenda contou com a participação de empregados da Caixa, do Banco do Brasil e lideranças populares.


“A cada audiência, mobilizamos mais apoios para a defesa dos bancos públicos porque estamos conseguindo mostrar para os bancários, autoridades e população os impactos desastrosos da desestruturação dos bancos públicos sobre suas vidas e na economia da cidade”, avaliou a presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues.


Na ocasião, o gerente da Caixa, Marcos Antônio da Silva, emocionou-se e comoveu a todos com o seu depoimento. “A história da Caixa faz parte da minha história como trabalhador e como pai de família. A história da Caixa faz parte da história do desenvolvimento de nossa cidade e por isso faz parte da vida de cada um de nós. Não podemos permitir que e Caixa se transforme numa máquina de caça-níquel como pretendem os mercadores do patrimônio brasileiro”, desabafou.


O vereador, autor do requerimento para realização da audiência pública e empregado do Banco do Brasil, Marcílio Ferraz, tratou a respeito da importância do expediente e apontou os desdobramentos. “Nós vereadores, porta-vozes da sociedade, que temos o dever zelar pelo bem comum, não podemos nos calar diante de tamanha desgraça. Por isso, trago como proposta a apresentação de uma moção de repúdio contra o desmonte dos bancos públicos que deve ser urgentemente enviada às autoridades em níveis estadual e federal, propôs. A proposição logo foi aprovada por unanimidade pelos demais parlamentares da Casa.

 



Na manhã do dia 07, antes da audiência, a presidenta do Sindicato e equipe visitaram as agências a fim de mobilizar a categoria para a defesa dos bancos públicos. Os dirigentes foram bem recebidos pelos bancários que elogiaram a ação. “É muito importante a presença sindical no Interior porque é uma oportunidade que a gente tem para esclarecer dúvidas, apresentar contribuições e nos unirmos mais, uma vez que precismos de um sindicato forte para enfrentar esse desmonte que a Caixa vem sofrendo”, declarou a empregada da Caixa, Rafaella Cavalcanti.




Neste ano de 2017, o Sindicato já realizou mais de 50 ações, entre elas, cinco audiências públicas nas cidades de Recife, Sertânia, Escada e Custódia. Para este mês, estão previstas mais seis sessões nos municípios de Arcoverde, Ipubi, Frei Miguelinho, Buenos Aires, Serra Talhada e Salgueiro.


As audiências vêm sendo articuladas pelo Sindicato, lideranças locais e representantes das respectivas câmaras municipais. A finalidade da ação é debater com bancários, comerciantes, vereadores e população em geral sobre o importante papel social desempenhado pelos bancos públicos como agentes do desenvolvimento socioeconômico.


Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi