14/11/2017

Vereadores de Frei Miguelinho requerem CPI para investigar desmonte dos bancos públicos



Instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o processo de desmonte dos bancos públicos. Essa proposta foi apresentada durante audiência pública acerca do tema, realizada na última terça-feira (14), pela Câmara de Vereadores do Município de Frei Miguelinho, localizado no agreste pernambucano.


A proposição apresentada pelo presidente da Casa Aniceto Lima foi aprovada por unanimidade pelos demais vereadores em plenário e ratificada pelas lideranças presentes. A ideia é criar uma comissão de deputados federais e senadores pernambucanos, alinhados com a pauta, para através deles apresentar o requerimento de criação da CPI.


“O governo federal precisa explicar para o povo porque está desmontando os bancos públicos, devidamente comprovando os supostos prejuízos alegados. Essa justificativa já nasce viciada porque os bancos públicos têm por missão aportar o desenvolvimento social e não gerar lucro. E, mesmo assim, sabemos pelos balanços publicados que essas empresas são superavitárias”, questiona o Aniceto Lima.


Os parlamentares e a população estão revoltados com o anúncio de fechamento do Banco do Brasil, única agência bancária sediada na cidade. A partir da denúncia feita do Sindicato dos Bancários de Pernambuco sobre a medida, a população vem se mobilizando para manter o banco em funcionamento. Desde então, a Câmara de Vereadores está circulando um abaixo-assinado que já soma milhares de assinaturas.




“Os frei-miguelinhenses estão dando exemplo de resistência em defesa dos bancos públicos para Pernambuco e para todo o país. O povo está ciente da importância que o BB tem para o desenvolvimento socioeconômico do município. Não vamos nos render porque as empresas públicas pertencem ao brasileiros e nenhum governo tem legitimidade para vendê-las”, destacou a presidenta da entidade, Suzineide Rodrigues.


Durante a audiência, as autoridades também apresentaram requerimento aos representantes da União de Vereadores de Pernambuco(UVP) para que mobilizem os vereadores das 184 cidades pernambucanas a fim de garantir os direitos sociais e econômicos de seus munícipes.


Com a Casa lotada e bem representada, os presentes pronunciaram discursos inflamados contra o desmonte das referidas empresas estatais. Entre eles, marcaram presença os representantes dos senadores Humberto Costa e Armando Monteiro Neto, o deputado estadual Henrique Queiroz, além de lideranças dos movimentos de trabalhadores rurais, do direito à moradia, dos estudantes e dos comerciários.


Neste ano de 2017, o Sindicato já realizou mais de 50 ações, entre elas, sete audiências públicas nas cidades de Recife, Sertânia, Escada, Custódia, Arcoverde, Ipubi e Frei Miguelinho. Para este mês de novembro, estão previstas mais seis sessões nos municípios de Itapetim e Brejinho (20), Buenos Aires(23), Caruaru(24), Serra Talhada(28) e Salgueiro(29).


As audiências vêm sendo articuladas pelo Sindicato, lideranças locais e representantes das respectivas câmaras municipais. A finalidade da ação é debater com bancários, comerciantes, vereadores e população em geral sobre o importante papel social desempenhado pelos bancos públicos como agentes do desenvolvimento socioeconômico

.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Adeílton Filho e Epaminondas Neto • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi