24/11/2017

População de Buenos Aires vai protestar contra desmonte dos bancos públicos em Recife



Moradores do município de Buenos Aires, no Sertão do Estado, convocados pelo Sindicato dos Bancários de Pernambuco, realizaram uma audiência pública nesta quinta-feira (23). O assunto abordado foi a transformação da unidade do Banco do Brasil (BB) em uma agência de negócios, uma manobra que atende aos interesses do capital privado e prejudicará severamente os 12 mil moradores da cidade.


Na agenda, foi definido que uma caravana de parlamentares e populares oriunda do município fará um grande ato, ainda este ano, que terá início na Câmara dos Vereadores do Recife, passará em frente ao Palácio do Governo e terminará em frente à superintendência do BB. O objetivo é exigir o funcionamento normal das unidades bancárias nas cidades do Interior.

“A ação terá o apoio do deputado federal Henrique Queiroz (PR), que se comprometeu a articular o ato com as demais lideranças políticas locais e estaduais. Nesta audiência, além de definirmos esta agenda, dialogamos com a população a respeito das consequências do fechamento de mais uma unidade bancária. Alertamos, sobretudo, que não se trata apenas de demissões em massa, mas também de uma grave crise na economia do município e de diversos transtornos para os clientes. Buenos Aires foi uma das primeiras cidades do Interior a protestarem, espontaneamente, contra o fechamento de agências e acreditamos que mantendo essa mobilização será sim, possível, reverter a manobra dos governantes”, informa o secretário de Assuntos Jurídicos da entidade, João Rufino.




A atividade ocorreu na Câmara de Vereadores do Município e contou com a participação de autoridades políticas locais e estaduais, representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Sindicato Rural de Nazaré da Mata e Buenos Aires, além de lideranças da sociedade civil e comerciantes influentes na região. Também marcaram presença os dirigentes sindicais Geraldo Times, Alzira Cavalcanti e Suzana Andrade.


Na avaliação do secretário do Sindicato, o fechamento e transformação de agências faz parte de um plano maior arquitetado pelo presidente corrupto Michel Temer para dilapidar o patrimônio público.

“Temos consciência de que essa é só uma parte do que estará por vir, caso não continuemos indo para as ruas protestar e alertar a sociedade. O maior projeto do governo inescrupuloso de Michel Temer, que vem sendo mascarado por ações isoladas, é acabar com os direitos conquistados pelos trabalhadores e provocar um enorme retrocesso no país. Não vamos permitir. Seguimos na luta, barrando os fechamentos de agências como temos feito e exigindo Fora Temer! Só a luta nos garante”, concluiu.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi