13/06/2018

Após terrorismo, funcionários do BB rejeitam proposta para a Cassi



Representantes reunidos no Congresso dos Funcionários do BB rejeitaram as mudanças propostas pelo banco no custeio e na governança da Cassi. As propostas da empresa envolvem mudança no estatuto, que só pode ser alterado com quórum mínimo de 50% e voto favorável de 2/3 dos associados. Na história da instituição, aprovação tão alta só ocorreu com apoio consensual das entidades.


O banco pretende aumentar definitivamente as contribuições dos associados para 4% e manter a dele em 4,5%, criar cobrança por dependente sem levar em conta a atual contribuição percentual sobre os salários, implantar `Voto de Minerva´ para aprovar o que for do interesse do banco e entregar duas diretorias para agentes do mercado de saúde, que somarão seu voto aos dois indicados pelo BB. As medidas penalizam os associados de menor salário, que terão aumento de até 170% nas contribuições mensais


Para a secretária-Geral do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e funcionária do BB, Sandra Trajano, o banco vem forjando um ambiente de insegurança. "A empresa está difundindo que a Cassi vai quebrar para fazer valer suas propostas de retirada de direitos dos associados. Mas não poderá esconder que continua sendo a principal responsável pela saúde dos funcionários. Além disso, tenta impedir que dirigentes e delegados sindicais emitam opinião sobre o assunto ”, denuncia.


De acordo com os representantes da Comissão de Empresa do BB (COE), se o banco pretende alguma mudança, terá de negociar com a Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), sindicatos e entidades representativas e apresentar uma proposta viável aos associados e que aumente também a contribuição do banco.


"Não adianta a empresa impor uma proposta à diretoria e ao conselho da Cassi e depois mandar os associados votarem, que não vai conseguir aprovar. Esse foi o tom dos congressistas", alerta o coordenador da COE, Wagner Nascimento.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi