14/02/2019

Bancários denunciam desvirtuamento da GDP no BB



Nesta quinta-feira (14), Dia Nacional de Luta Contra os Descomissionamentos no Banco do Brasil, o Sindicato dos Bancários de Pernambuco realizou um ato para denunciar o desvirtuamento da ferramenta de Gestão de Desenvolvimento por Competências (GDP).


A atividade ocorreu no Edifício Capiba – BB, localizado na avenida Rio Branco, no Bairro do Recife. No mesmo horário da mobilização, às 9h30, o Banco do Brasil convocou os funcionários da unidade para uma reunião de avaliação sobre o lucro do banco, como estratégia para fragilizar a atividade sindical.


“Não vamos esmorecer. O BB está utilizando uma ferramente criada para aprimorar as equipes como mecanismo de punição, desvirtuando completamente este recurso chamado GDP. Essa prática começou no ano passado, quando Pernambuco foi o único Estado prejudicado. Em 2019, o banco iniciou o ano com uma nova onda de descomissionamentos em diversos Estados”, denuncia a secretária-Geral do Sindicato e funcionária do BB, Sandra Trajano. 


No Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) consta que o BB deve observar três ciclos avaliatórios consecutivos de GDP com desempenhos insatisfatórios, como requisito para dispensa de função ou de comissão. Contudo, o banco está descomissionando sem observar esse critério.


O novo modelo de gerenciamento dos escritórios, com as Superintendências Centralizadoras, tem feito à distância uma maior pressão sobre os administradores para descomissionar mesmo sem a avaliação em 360 graus.


Na avaliação da secretária de Bancos Públicos, Cândida Fernandes, a postura adotada pelo banco é reflexo da política de desmonte das estatais. “Eles não querem só oprimir os trabalhadores dentro dos bancos, mas também nos calar, nos retaliar por nossa postura política de valorização do que é público, das empresas que fazem o Brasil se desenvolver”, conclui.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi