15/03/2019

Sindicato participa de Seminário sobre adoecimento bancário



Dirigentes do Sindicato dos Bancários de Pernambuco participaram, na última quarta-feira (13), na sede da Contraf-CUT, em São Paulo, do seminário de saúde “Integrando estratégias de enfrentamento ao adoecimento nos bancos”. O tema, de acordo com a Consulta Nacional realizada em 2018, está entre as maiores preocupações dos bancários.


A presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues, que esteve debatendo sobre o tema durante o encontro, destaca os riscos de adoecimento da categoria.


“Diariamente sofremos com metas abusivas, condições precárias de trabalho e pressão dentro das agências. As bancárias e bancários estão passando por momentos alarmantes, já que os banqueiros não estão se preocupando com a saúde da categoria. Muito pelo contrário. A retirada de direitos é o que mais importa para os patrões”, afirma Suzineide.


O objetivo do evento foi socializar informações sobre a atuação e negociações das COES em relação ao tema; integrar ações de conscientização e mobilização da categoria; elaborar estratégia conjunta para enfrentar a situação; definir prioridades e atualizar pauta para condução das negociações na mesa permanente.


A gravidade da situação que afeta os bancários está nas informações publicadas pela previdência social, MPT, SRT’s, CEREST’S, e demais órgãos e instituições que atuam nas políticas públicas de vigilância e saúde. Essa explanação foi realizada logo no início do encontro.


“Apontados durante o Seminário, LER/DORT e sofrimento psíquico ou adoecimento mental são mais recorrentes entre os trabalhadores do setor e afetam parcela significante da categoria. Em Pernambuco não é diferente. Nós do Sindicato atuamos diariamente contra essa situação”, afirma a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues.


Durante as apresentações, a assessora de Saúde do SindBancários de Porto Alegre, Jacéia Netz, e o secretário de Saúde do Sindicato dos Bancários de SP, Carlos Miguel Damarindo, fizeram uma panorâmica das dificuldades dos bancários quando adoecem diante das dificuldades de encaminhamentos junto aos bancos e ao INSS, para o tratamento, bem como para retorno ao trabalho.


Eixos definidos para atuação do movimento sindical bancários:


  • Prevenção– buscar que os bancos cumpram as normas legais de saúde, pactuando os mecanismos efetivos para isso.

  • Negociar um fluxo de atenção aos adoecidos e acidentados no trabalho que garanta uma efetiva recuperação, sem prejuízos funcionais, inibindo práticas discriminatórias

  • Garantir um retorno ao Trabalho que não penalize o trabalhador, permitindo a volta a suas funções sem perdas e de acordo com suas capacidades;

  • Elaborar propostas efetivas para coibir as práticas de assédio moral e organizacional, pressão por resultados e metas abusivas.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi