13/05/2019

Política de investimentos adotada pela Funcef compromete resultado do Saldado



O deficit do Saldado aumentou no mês de janeiro e o plano foi o único a ficar abaixo da meta. É o que mostram os dados divulgados pela Funcef em 30 de abril, referentes a janeiro de 2019.


O plano concentra 87% de todos os aposentados da Caixa, que amargam há dois anos o pagamento do equacionamento que sequestra até 20% de seus rendimentos.


O cenário é reflexo da controversa política de investimentos adotada pela Funcef no final de 2018, que a despeito dos números divulgados pela própria instituição, com relação à rentabilidade obtida com cada tipo de investimento, opta por diminuir sua participação em modalidades de investimentos que apresentam os melhores resultados, como renda variável e investimentos estruturados.


A determinação da Fundação para os próximos três anos é retrair 5.2 p.p dos investimentos em renda variável e 3.1 p.p em investimentos estruturados. A decisão contraria os dados do Balanço Anual, apresentado no início do mês de abril.


Cruzando os dados da Tabela 1, retirada do boletim do Dieese, com os dados apresentados pela fundação na ocasião do balanço, evidencia-se a correlação entre os dois planos que obtiveram rentabilidade bastante acima da meta, REB e o Novo Plano – Ativos, com a rentabilidade dos, tão demonizados, investimentos estruturados.






Outro ponto de divergência chama atenção: o resultado do Saldado (Balanço 2018) mostra que o resultado de renda fixa só não é mais baixo do chamado “outros investimentos” pela tabela.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi